Escaninho

por acaso

procuras pelo dia

como se fora

forasteiro

de uma mesma avaria ?

ou escondes

pelo escaninho

tua sombra

que te abandonas ?

por acaso

vês crostas e carinhos?

consegues caminhar

por entre

suas sanhas e escândalos?

vês

ao redor do rio

a lua que acusastes?

como uma escória

que se alimenta

por sobre seu corpo imundo

e encravado de trevas?

por acaso

vês

pelo trilho da rua

as tuas vestes

que já não conseguem

a permanência

das suas cinzas e esquinas ?

ou ´

já não percebes

que a vida

assim

como a sua retina

requer

uma cortina

sortida de sáfaros e réstias ?

Cgurgel

Anúncios

~ por cgurgel em outubro 24, 2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: