Síncopes

 

 

tudo

acinzelou-se

e vazio

 

tipo

a lâmpada voadora

e mistério

 

arvoredo

que verte

busca e flor

 

um

portão

sem cadeado

e solteiro

 

nuvem

que bole

respiração

e espelho

 

um pouco

do que

o sino

falou

 

no meio da terra

que vira

uma enorme cachoeira

 

retiro

de uma cítara

embrulhos e sêlos

 

século

xinga

uma parede

aprisionada de bonecos

 

e a vela de um barco

se afoga no mar

que passa

 

menos

que eu sei

o quanto

o cúmulo

se deu.

 

Cgurgel

 

 

 

 

Anúncios

~ por cgurgel em outubro 21, 2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: